Educação financeira familiar

Educação financeira familiar

Cuidar das finanças familiares não é uma tarefa qualquer. Além da dificuldade, é preciso disciplina, orientação e uma educação financeira familiar forte e bem organizada. Porém, é possível estabelecer algumas regras e metas que ajudarão o orçamento familiar a prosperar.

LEIA MAIS:
Alavancagem financeira: O que é e como funciona
Planejamento de aposentadoria para funcionários de carreira
Controle financeiro para profissionais da saúde

Mas, para isso, toda a família deve estar empenhada e envolvida para que os objetivos sejam alcançados. Um planejamento desses só é eficaz quando todos os membros da casa trabalham em equipe.

Confira algumas dicas essenciais para planejar a educação financeira familiar e viver tranquilamente com as finanças.

Educa%C3%A7%C3%A3o Financeira

Dicas para uma boa educação financeira familiar

Despesas atuais

Inicialmente, é preciso ter conhecimento de onde a renda familiar está sendo gasta. Aqui, vale o exercício de anotar tudo que entra e sai da sua casa, registrando desde as despesas mais básicas, até as maiores e contínuas.

Além de anotar as despesas, talvez algum aplicativo ou planilha ajude a família a ter um controle maior do orçamento e conhecer o caminho do dinheiro. Dividir os tópicos em categorias, como: educação, alimentação, lazer, entre outros, é também uma forma de ter consciência sobre para qual área destina-se a maior parte da renda.

Planejamento futuro

Planejar e fazer uma reserva durante um tempo é o caminho para os gastos fixos, como o IPTU, IPVA, escola, etc. Entretanto, não comente essas contas devem ser planejadas, como também aquela grande viagem em família no final do ano.

Tudo fica mais barato quando planejado antecipadamente: passagens, hospedagem, passeios, e muito mais.

BV orcamento familiar

Consciência na hora de gastar

Um dos pontos mais cruciais diz respeito ao momento em que se compra algo. É sempre bom ter em consciência se há mesmo a necessidade de adquiri tal coisa. Não se deixe levar por promoções e descontos ditos imperdíveis.

É sempre bom discutir em família sobre qualquer gasto acima da média. Somente assim estará se construindo uma educação financeira familiar sólida e justa.

Objetivos de economia

Quando há uma organização da renda da família bem estruturada, é possível estabelecer alguns objetivos quanto a economia mensal que se pode ter. As estratégias que podem ser adotadas são inúmeras: quando as parcelas de uma conta terminam, porque não continuar poupando o mesmo valor durante os próximos meses? Ou que tal reservar uma porcentagem da renda de cada membro da família para construir uma reserva a longo prazo?

A educação financeira familiar não é somente sobre gastar, mas também sobre fazer dinheiro. E, nessa hora, também entram em cena os investimentos, que são essenciais para gerar sempre mais receita. Porém, nesse ponto é preciso estudar e saber a melhor forma de investir.

casa e ambiente bebe educa%C3%A7%C3%A3o financeira.jpg

Envolvimento geral

No caso de uma família com filhos, é sempre bom educá-los financeiramente desde cedo, para isso envolva-os sempre nas discussões quanto ao orçamento familiar. Eles precisam ter consciência da real condição financeira da família, para entenderem o padrão de vida que levam e que podem levar. Com essa parceria fortificada, os filhos também tendem a ajudar muito no controle financeiro familiar.

Além disso, quanto antes os filhos entenderem o real valor do dinheiro, mais eles poderão prosperar financeiramente no futuro.

Concluindo, a educação financeira familiar é um exercício complexo, porém totalmente alcançável. Basta disciplina, organização e a cumplicidade de todos os membros, para que a liberdade financeira da família seja cada vez maior.

Facebook | Instagram